Platini questiona 'audiência fraudulenta' e promete recorrer

Leave a Comment

Se Joseph Blatter fez Mandela se revirar no túmulo usando Madiba para se defender, o francês Michel Platini atacou a decisão do Comitê de Ética da Fifa, de banir ele e o suíço por oito anos do futebol, na manhã desta segunda-feira, e prometeu recorrer.

O suíço alegou que o pagamento de 2 milhões de francos suíços (cerca de R$ 8 milhões) a Michel Platini, em 2011, foi devido a um "acordo de cavalheiros" feito com o eterno craquê francês. Blatter se disse envergonhado e prometeu recorrer na Justiça. Para o Comitê de Ética da Fifa, porém, nenhum dos dois conseguiu justificar o pagamento, e por isso ambos foram considerados culpados e suspensos.

"Estou convencido que minha sorte já estava lançada antes da audiência do dia 18 de dezembro e que esse veredito não é mais do que o revestimento patético de uma vontade de me eliminar do mundo do futebol. Estou em paz com minha consciência. Vou recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS) e, chegando o momento, à justiça civil, para ser indenizado por todo o prejuízo sofrido durante longas semanas", disparou Platini.

Uefa defende: Já a entidade máxima do futebol europeu, que era comandada pelo eterno craque francês, afirmou confiar na inocência do dirigente. "Naturalmente, a Uefa está extremamente desapontada com essa decisão, mas que ainda é passível de apelação. Mais uma vez, a Uefa apoia Michel Platini nesse processo e na oportunidade de limpar seu nome", diz comunicado da entidade.

Fonte:  MSN Esportes

0 comentários:

Postar um comentário

O QUE É BOM ESTÁ NO BOLA
aqui você ver tudo que acontece no mundo do futebol
Leia na página: "ABOUT" - Termos e Condições - antes de fazer seu comentário