Leão eu nunca vou te abandonar

Leave a Comment
Lion (1a)

A Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (APCDEC) divulgou, na manhã deste sábado, um ofício endereçado ao presidente do STJD, Rubens Approbato, no qual manifesta apoio ao Fortaleza Esporte Clube diante dos acontecimentos dos últimos dias.

Veja o conteúdo do ofício:
"Ao Exmo. Sr.
RUBENS APPROBATO MACHADO
DIGNO PRESIDENTE DO STJD/RJ
Senhor Presidente,

A Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará(APCDEC) diante de tudo que vem sendo dito do jogo entre Fortaleza Esporte Clube e Clube de Regatas Brasil, realizado em 17.09.2011, no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza/CE, não pode ficar silente, afinal não se fala de outra coisa na crônica esportiva local e nacional.

O que nos assusta enquanto cronistas, diaristas do futebol, estudiosos do esporte bretão, é a forma leviana e cruel com a qual setores da imprensa vem, irresponsavelmente, tratando do caso. Por acaso não vivemos nós em um Estado Democrático de Direito? Não mais vigora no direito brasileiro o princípio da presunção de inocência? Restou revogado o axioma de que “o ônus da prova compete a quem alega”?

O Fortaleza Esporte Clube através de seus atletas ou dirigentes não agiu, em momento algum durante o jogo, de maneira contrária à ética desportiva, como querem fazer crer alguns. E não fazemos essa veemente afirmativa “por ouvir dizer” ou tendo por base “matérias” implantadas. O fazemos porque a APCDEC estava presente à partida em questão, e mais, em posição privilegiada, à borda do campo de jogo, como lhe assegura o RGC/CBF e o REC da Série C.

A todos os cronistas que estavam à borda do campo uma única impressão restou: o jogo foi limpo, dentro das normas do esporte; dentro da moralidade desportiva; sem qualquer violação de ordem ética. Sim, o jogo foi tenso,”catimbado”, com provocações mútuas entre atletas de ambas as equipes, mas não houve, em momento algum, qualquer atentado contra a moral ou a ética no desporto.

Não bastasse a presença maciça dos cronistas cearenses à borda do campo de jogo, a diretoria da APCDEC, dada a importância do jogo, se fez presente ao PV naquela tarde noite. Nosso Vice-Presidente, Alano Maia; o Diretor Financeiro, Morais Filho; e o Presidente do Conselho Fiscal; Fran Nogueira estavam presentes e, desprovidos de cores clubísticas - até por que o signatário desta e Presidente Edilson Alves da APCDEC é simpatizante, torcedor, do Ceará Sporting Club – atestam, a uma voz só: o jogo foi limpo.
Isso posto, Senhor Presidente, a Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará vem manifestar sua solidariedade, plena e irrestrita ao Fortaleza Esporte Clube, repudiando os abjetos ataques que vem vitimando o Tricolor de Aço do Pici, o que o faz, não por bairrismos ou por uma paixão clubística que não existe no caso concreto, mas sim, o faz, porque é dever da imprensa levantar a voz contra a injustiça, é dever de uma imprensa responsável e livre erguer a voz em favor dos inocentes.

Atenciosamente,

Fortaleza/CE, 26 de setembro de 2011.

Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará
Edilson Alves
PRESIDENTE"

0 comentários:

Postar um comentário

O QUE É BOM ESTÁ NO BOLA
aqui você ver tudo que acontece no mundo do futebol
Leia na página: "ABOUT" - Termos e Condições - antes de fazer seu comentário