Confirmação ou surpresa - Real e San Lorenzo duelam pelo título

Leave a Comment

Real&San© Getty Images

Após a surpreendente participação do Raja Casablanca em 2013, Europa e América do Sul voltam a decidir o título da Copa do Mundo de Clubes da FIFA – exatamente como nos tempos da Copa Intercontinental. Para chegar à decisão, Real Madrid e San Lorenzo confirmaram o favoritismo, cada um à sua maneira: enquanto os espanhóis atropelaram o Cruz Azul em mais uma exibição de gala, os argentinos sofreram e arrancaram a vitória sobre o surpreendente Auckland City somente na prorrogação, relembrando um pouco a campanha sofrida do título da Libertadores.

O jogo
Real Madrid x San Lorenzo, Grand Stade de Marrakech, 20 de dezembro, 19h30 (hora local)

Depois de alcançar 21 vitórias seguidas, o Real busca a 22ª para encerrar em alta um dos anos mais bem sucedidos de sua história. Com três títulos até agora (Champions League, Supercopa da Europa e Copa do Rei), precisa de mais um para superar os feitos de 1989 e 2002 e para se igualar ao Milan como o maior vencedor de Mundiais e Copas Intercontinentais, com 4. No elenco, Carlo Ancelotti está decidido a faturar novamente o torneio após sete anos, enquanto Toni Kroos quer nada menos que seu terceiro título mundial em um ano (venceu o Mundial de 2013 com o Bayern de Munique e a Copa com a Alemanha). Acolhido calorosamente no país africano, o Real espera retribuir com outra grande exibição. Para isso, poderá contar com o reforço de James Rodríguez, liberado após se recuperar de lesão.

Se os números e o favoritismo estão do lado dos espanhóis, o San Lorenzo espera compensar a diferença usando sua principal força em jogos de mata-mata: a tradicional raça argentina. Passado o susto da semi – em que chegou a ser dominada pelo Auckland –, a equipe se disse aliviada e confiante para dar outro grande passo em sua história recente. O título seria o ápice de um ano mágico para o Ciclón, que conquistou a Libertadores após inúmeras reviravoltas, evitaria a terceira derrota argentina em finais do torneio (Boca Juniors e Estudiantes perderam para em 2007 e 2009, respectivamente) e ainda daria ao país a décima conquista entre Copa Intercontinentais e Mundiais. E mesmo que a torcida local já tenha declarado sua preferência, a presença de miharesl fãs argentinos pode dar ao jogo um clima de batalha com o qual o San Lorenzo está bem acostumado.

O número
79
gols foram marcados pelo Real Madrid nesta série de 21 vitórias seguidas, uma média de 3,8 por partida. Cristiano Ronaldo – que pode se tornar o quarto jogador da história a conquistar o Mundial por dois times diferentes (venceu com o Manchester United em 2008) – já balançou as redes 25 vezes no Campeonato Espanhol, uma a menos que o total dos jogadores do San Lorenzo no Campeonato Argentino. Em 2014, o camisa 7 merengue já soma 61, oito a menos que seu recorde em um ano, obtido em 2013. Curiosamente, ele não marcou na semi, mas ainda tenta se redimir para repetir Filippo Inzaghi e Lionel Messi, únicos que anotaram em duas finais de Mundial.

O que eles disseram
“Foi um ano genial. Conquistamos uma grande quantidade de troféus e, tanto com o Real Madrid como pela seleção francesa, foi um ano fantástico para mim. Queremos mais este título para estender esta grande fase e fechar o ano como sonhamos”, Karim Benzema, atacante do Real Madrid.

“O Real Madrid não nos assusta. Claro, eles são uma das melhores equipes do mundo, mas nós tentaremos fazer nosso melhor. A chave será manter uma defesa bem sólida, encontrar os espaços e tentar aproveitar cada uma de nossas subidas ao ataque. Sonhamos em terminar este torneio festejando”, Martín Cauteruccio, atacante do San Lorenzo.

Fonte: http://pt.fifa.com/

0 comentários:

Postar um comentário

O QUE É BOM ESTÁ NO BOLA
aqui você ver tudo que acontece no mundo do futebol
Leia na página: "ABOUT" - Termos e Condições - antes de fazer seu comentário