O que poucos não perceberam na partida Leão × Macaé

Leave a Comment

- O Presidente do Fortaleza, Osmar Baquit, deixou o Castelão notoriamente emocionado ainda no intervalo do jogo: “Kempes, eu não aguento mais. Não vamos conseguir de novo?”, disse ele ao me ver na saída para o estacionamento.

- Quando o goleiro Ricardo foi para o aquecimento, antes da partida, um dos cinegrafistas da Arena Castelão (que mostrou nos telões o jogo ao vivo), quis segurar o camisa 1 do Fortaleza para ele dar uma entrevista. O jogador escapou dizendo que não podia.

arenaC

- Uma das leoninas passou mal após o jogo, na escada de acesso aos vestiários, quando voltava do campo, e teve de ser socorrida pela equipe da Unisaúde, que prestava serviços médicos na Arena Castelão.

- O Presidente da FCF, Mauro Carmélio, durante o segundo tempo da partida, deixou o camarote da entidade e foi assistir ao jogo no local reservado para o delegado da partida (em frente ao túnel de entrada para o campo). Visivelmente consternado, saiu aos 30min.

- Quando o árbitro não deu uma falta no lateral Fernandinho, aos 29min do 2º tempo, a torcida do Fortaleza, que estava atrás da trave do goleiro do Macaé, começou a gritar: “Uh Vamo invadir”.

- Dois minutos depois, diversos seguranças particulares foram colocados em cada acesso da arquibancada ao gramado. Enquanto policiais foram deslocados para ficar de frente ao local destinado à TUF.

- Já muito tempo depois do fim da partida, com o Estádio quase vazio, o técnico do Macaé, Josué Teixeira recebeu os aplausos de um grupo de torcedores, que estava no setor Premium. O treinador foi até eles e recebeu cumprimentos, elogios e os parabéns pela conquista.

- Na chegada da delegação do Fortaleza ao Castelão, ao descerem do ônibus e caminharem para o vestiário, o único jogador que parou para tirar foto e autografar a camisa de um torcedor (criança) foi o meia Marcelinho Paraíba.

- Em concorrida entrevista, após o jogo, na saída para o vestiário, o atacante Robert admitiu que foi a sua última partida como profissional. Ele vai abandonar a carreira.

- Quando as cadeiras começaram a serem quebradas e arremessadas pelos vândalos e bandidos disfarçados de torcedores, depois da partida, o locutor do Castelão alertava que tos os atos estavam sendo filmados.

- O público de público pagante de 62.525 e a renda de R$ 1.981.117,00 foi divulgado antes do término da partida.

0 comentários:

Postar um comentário

O QUE É BOM ESTÁ NO BOLA
aqui você ver tudo que acontece no mundo do futebol
Leia na página: "ABOUT" - Termos e Condições - antes de fazer seu comentário