Baquit rebate insinuações no comando técnico

Leave a Comment

Baquit ficou indignado com as insinuações de interferência da diretoria no trabalho do ex-técnico Luís Carlos Martins, que também desmentiu a versão.

Baquit (Foto: Nodge Nogueira)

O presidente da Diretoria Executiva do Fortaleza, Osmar Baquit, antes de acompanhar a rodada dupla desse sábado, realizada no estádio Alcides Santos, externou toda sua indignação diante de inverdades levadas a público, dando conta de que o técnico Luís Carlos Martins, que dirigiu a equipe na Serie C, teria sofrido influencia da diretoria na escalação da equipe, no jogo que resultou na eliminação do Fortaleza na Série C deste ano. A seguir publicamos na íntegra a resposta do presidente leonino.

“Hoje pela manhã, acompanhando um programa de televisão, por sinal de muita credibilidade, por isso sempre que posso eu assisto, ouvi uma informação de que, a fonte dada como Lula Pereira, afirmava ter ouvido de LC Martins, de que no jogo contra o Sampaio Correa, não teria sido ele o responsável pela escalação do time, o que me deixou surpreso, e depois saiu também no blog de um jornalista bastante conceituado. Foi quando eu pedi ao nosso superintendente de futebol, Júlio Cesar Manso, que ligasse para o LC Martins, que desmentiu totalmente essa versão, afirmando que nunca disse isso ao Lula”.

Dando sequencia à sua indignação com o que qualificou de “mentira pura”, Baquit disse ainda “se fosse pra entrar diferente teria entrado com Boiadeiro e Heleno no time. Então o que eu queria colocar é o seguinte, primeiro que o Lula Pereira é adversário do Fortaleza, declaradamente Ceará, e segundo, jamais eu contrataria um treinador com a postura e com a credibilidade que tem o Luís Carlos Martins para interferir no trabalho dele, até porque ele jamais aceitaria isso, e nem eu trabalho dessa forma. Então eu quero aqui rechaçar essa declaração que eu considero uma calúnia, uma mentira do senhor Lula Pereira, pois não só o LC Martins, mas sim todos os que passaram por aqui na minha gestão tiveram total autonomia para escalar o time, porque se fosse assim não teríamos necessidade de ter treinador, eu mesmo seria o treinador”, afirmou Baquit.

O assunto também deixou perplexo e indignado o vice presidente Daniel Frota, que em uma emissora de rádio disparou: “Isso é um absurdo, uma falta de respeito para com o profissional Luís Carlos Martins, pois deveriam ter ouvido a pessoa dele, e não levar isso a público sem ouvir a parte envolvida. Isso nunca existiu e nem nunca vai existir enquanto eu e o Osmar estivermos no Fortaleza”, esbravejou.

Fonte: http://www.fortalezaec.net/

0 comentários:

Postar um comentário

O QUE É BOM ESTÁ NO BOLA
aqui você ver tudo que acontece no mundo do futebol
Leia na página: "ABOUT" - Termos e Condições - antes de fazer seu comentário