O Vovô precisa quebrar uma sequência negativa de oito jogos. Na penúltima colocação, Vozão faz promoção para atrair a torcida. Líder, Bota aposta em dupla de ataque com Pimpão e Luis Henrique para vencer mais uma fora de casa.

Campeão da Copa do Nordeste e campeão carioca, respectivamente, Ceará e Botafogo entraram na Série B apontados como favoritos ao título. Na prática, no entanto, a tese foi por água abaixo. Líder da competição, o Alvinegro vem correspondendo às expectativas. O Vozão, no entanto, desandou e ocupa a penúltima colocação, com apenas uma vitória em dez rodadas. Nesta terça-feira, às 21h50 (de Brasília), as duas equipes duelam no Castelão, em Fortaleza.

Em uma tentativa de atrair a torcida e tentar reverter a situação, a diretoria do Ceará planejou uma promoção e barateou os ingressos. As entradas de arquibancada, por exemplo, custam R$ 10.

Sem passar confiança à torcida, o Vovô chega diferente da última vez em que enfrentou o Botafogo, pela Copa do Brasil de 2014. Mesmo perdendo a vaga na fase seguinte do torneio, o Ceará entrou como favorito e tinha todo o apoio dos torcedores. Neste momento, o time está se remodelando e carece de poder no ataque e segurança na defesa. Por causa disso, o novo técnico Geninho está promovendo uma série de mudanças no esquema tático e entre os titulares. Sandro Manoel, por exemplo, voltou a figurar entre os 11, formando um meio-campo com três volantes e deixando Ricardinho livre para criar jogadas. Roger Gaúcho foi barrado em um ataque que deve ser formado por Rafael Costa e Rodrigo Silva.

A partida de hoje vai começar a partir das 21h50min e é válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2015. O confronto entre cearenses e cariocas vai ser realizado na Arena Castelão.

AS ESCALAÇÕES:

CEARÁ: o técnico Geninho chegou fazendo muitas alterações na equipe titular que vem jogando. Duas por necessidade e o restante por opção técnica. E as alterações foram feitas em todos os setores. Com isso, o time que entrará em campo será: Tiago; Roniery, Gilvan, Sandro e Victor Luís; Baraka, Sandro Manoel, Ricardo Conceição e Ricardinho; Fabinho e Rodrigo Silva (Rafael Costa).

BOTAFOGO: a equipe será a mesma que goleou o Sampaio Corrêa na última sexta-feira. O Botafogo vai a campo com Jefferson, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Roger Carvalho, Carleto; Diego Giaretta, Willian Arão, Daniel Carvalho, Tomas Bastos; Rodrigo Pimpão e Luis Henrique. A principal novidade ficará no banco. Recuperado de um estiramento na coxa, Sassá viajou e está à disposição de René Simões.

Fonte: Globo Esporte
Fonte: CearaSC
0

Partida termina empatada em 0 a 0 após o tempo regulamentar e a prorrogação. A seleção chilena bateu a Argentina nos pênaltis e conquistou a Copa América, o primeiro título em sua história. Disputada no Estádio Nacional de Santiago, a partida terminou empatada em 0 a 0 após o tempo regulamentar e a prorrogação. Nos pênaltis, Higuaín chutou para fora e o goleiro Bravo defendeu a cobrança de Banega. O Chile converteu todas suas cobranças, e Alexis Sánchez deu uma espécie de cavadinha na batida que definiu o título inédito para os donos da casa.

Quase inteiramente tomado de vermelho, com bandeiras do Chile balançando, o Estádio Nacional apoiou a seleção chilena durante toda a partida. Pequenos focos mais claros apoiavam a seleção argentina.

O favoritismo argentino foi dissipado logo no início do jogo. O técnico argentino Jorge Sampaoli armou a seleção chilena em um 3-4-1-2, com Aránguiz, Vidal e Valdivia no meio de campo. Com marcação intensa na saída de bola argentina e troca de passes rápida, o Chile passou a maior parte do primeiro tempo com o domínio da posse de bola. No entanto, esbarrou na limitação técnica dos atacantes Alexis Sánchez e Vargas. A Argentina investiu em contra-ataques e jogadas individuais. Seus principais jogadores, como Messi e Pastore, tiveram atuações apagadas durante toda a partida.

No primeiro tempo, os argentinos pararam em boas defesas de Bravo em duas ocasiões. Em uma delas, o goleiro chileno espalmou no reflexo uma cabeçada de Aguero na pequena área. Aos 29 minutos do primeiro tempo, a Argentina perdeu um dos seus principais jogadores. O meia Di María sentiu dores na coxa direita e teve que sair de campo e dar lugar a Lavezzi.

No segundo tempo, a dinâmica foi mantida. Mais cansados, os chilenos apelaram às faltas para parar Messi e os contra-ataque rivais. Com o Chile hesitante no momento de finalizar e a Argentina sem posse de bola, os goleiros pouco trabalharam no segundo tempo.

Alexis Sánchez teve a chance de fazer o gol do título aos 37 minutos do segundo tempo, mas desperdiçou belo lançamento de Aránguiz e chutou para fora. Dez minutos depois, a Argentina perdeu chance ainda melhor em contra-ataque. De frente para o goleiro, Lavezzi passou para Higuain, que não conseguiu alcançar e chutou a bola para fora com o gol vazio. Com o empate, a partida foi para a prorrogação. Com os atletas extenuados, o ritmo da partida diminuiu, com algumas quedas e paradas devido a cãibras. Sem grandes oportunidades criadas nem gols marcados, a partida foi para os pênaltis.

Nas cobranças, as duas primeiras foram convertidas pelos batedores (Messi e Fernández). Vidal acertou seu pênalti, mas Higuaín chutou para fora. Aránguiz converteu a terceira cobrança chilena, e Bravo defendeu a batida de Banega.

Com muita frieza, Alexis Sánchez bateu o último pênalti com um tipo de cavadinha e a bola entrou lentamente para dar o inédito título aos chilenos.

Fonte: Comercio do Jahu
0

Em noite de Ciro, Verdão do Norte joga bem, se recupera na tabela e deixa situação complicada para o Vovô. Com um homem a mais desde os 33 minutos do primeiro tempo, o Luverdense não tomou conhecimento do adversário e acabou derrotando o Ceará em casa por 3 a 0, em partida realizada na noite desta terça-feira, pela 10.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Desta forma vai dormir fora da zona de rebaixamento e afundou ainda mais o rival na tabela de classificação.

Era aquele jogo para sair da crise, fazer as pazes com a vitória e sair da últimas posições. E o time da casa conseguiu tudo isso. O Luverdense venceu o Ceará por 3 a 0, deixou a zona de rebaixamento e afundou ainda mais o rival desta noite, que segue como vice-lanterna da Série B do Brasileiro. A partida foi disputada nesta terça-feira, no estádio Passo das Emas, pela 10ª rodada. Os gols foram marcados por Paulinho (de falta) e Ciro, duas vezes. Antes da bola rolar, as duas equipes ocupavam a incômoda zona da degola da competição.

Além de estar há oito partidas sem vencer, o Ceará ainda vive sua pior fase em 2015. Perdeu o artilheiro do time na Série B, Marinho, para o Cruzeiro, está sem técnico, levou pênalti, teve jogador expulso e continua sem vencer nenhuma partida fora de casa. O Vovô amarga a vice-lanterna da competição e tem que torcer contra o Mogi Mirim para não terminar a rodada na lanterna.

Apesar de se mostrar mais ofensivo no início da partida, o Ceará não conseguiu criar jogadas e não levou perigo ao gol de Edson. A torcida não perdoou o time visitante e gritou "olé" enquanto o Luverdense tocava a bola em Lucas do Rio Verde.

Após ficar uma partida fora, devido à uma lesão no pé, Ciro voltou o pé direito mesmo. O atacante marcou dois dos três gols que deram vitória ao Verdão no Estádio Passo das Emas. Na próxima rodada, o Luverdense enfrenta o Sampaio Corrêa na terça-feira, às 19h30, no Estádio Castelão, em São Luís (MA). Já o Ceará recebe o Botafogo no mesmo dia, às 21h50, na Arena Castelão, em Fortaleza.

FICHA TÉCNICA: LUVERDENSE 3 X 0 CEARÁ

LUVERDENSE: Edson; Diogo Silva, Montoya, Everton e Paulinho; Júlio Terceiro, Michel Schmoller (Muralha), Osman (Bruninho) e Diego Rosa; Alipio (Rafael Tavares) e Ciro.
Técnico: Júnior Rocha.

CEARÁ: Tiago Campagnaro; Buiú, Sandro, Charles e Victor Luís; Ricardo Conceição, Ricardinho, Baraka e Rodrigo Silva (Sandro Manoel); Wescley (Roger Gaúcho) e Fabinho (Vinícius).
Técnico: Anderson Silva (interino).

GOLS: Paulinho, aos 13 minutos do primeiro tempo. Ciro aos 14 e aos 31 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO: Bruno Rezende Silva (GO).

CARTÕES AMARELOS: Michel Schmöller, Alípio (Rafael Tavares), Júlio Terceiro e Ciro (Luverdense); Charles e Sandro (Ceará).

CARTÃO VERMELHO: Buiú (Ceará).

LOCAL: Estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT).
0

O Fortaleza consegue segurar o Salgueiro e continua  na liderança do grupo A da Série C.

Nome do jogo, Pio fez um gol importantíssimo para o Fortaleza na Série C.  A vitória, deixa o Leão com 13 pontos, ampliando a vantagem para os outros times do grupo A. O salgueiro segue sem conseguir vencer o Fortaleza. Agora, são quatro derrotas e um empate.
0

Após três semanas de paralisação em função da Copa América, os jogos pela Série C estão sendo retomados neste final de semana. Fechando a quinta rodada pelo Grupo A, o Salgueiro enfrenta o Fortaleza neste domingo (28), às 19h, no Estádio Salgueirão, em Pernambuco.

O Salgueiro tenta por fim a um tabu histórico: o Carcará nunca conseguiu vencer os cearenses pela Série C. São quatro jogos entre os clubes, com três vitórias para o Leão e um empate. Os jogadores acreditam que o fator campo pode ser decisivo para encerrar a escrita. Além disso, o clube está a um gol de atingir uma marca expressiva: o centésimo gol em seis participações na Terceira Divisão do Campeonato Brasileiro. O técnico Sérgio China jogou o favoritismo do jogo para o lado do Fortaleza, por conta de sua maior estrutura, condições financeiras e campanha. Apesar desses fatores, o técnico acredita que o Salgueiro siga embalado, com duas vitórias e dois empates.

Com três vitórias e um empate no campeonato, o Fortaleza se mantém invicto e lidera o Grupo A. O Leão possuí o melhor ataque da competição, com nove gols marcados. O lateral-esquerdo Wanderson e o atacante Cassiano foram negociados para o futebol sul-coreano e estão de partida. Os dois já não jogam na partida contra o Salgueiro.

FICHA TÉCNICA: Salgueiro x Fortaleza - quinta rodada da Série C
Data: 28 de junho de 2015
Horário: 19h
Estádio: Salgueirão, em Salgueiro (PE)

Árbitro: Rogerio Lima da Rocha (SE)
Auxiliares: Vaneide Vieira de Gois (SE) e Fabrício Leite Sales (PE)

Salgueiro: Luciano; Marcos Tamandaré, Ranieri, Rogério e Daniel; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Cássio Ortega e Paulinho Mossoró; Casagrande e Anderson Paraíba.
Técnico: Sérgio China.

Fortaleza: Erivelton; Tinga, Lima, Adalberto e Radar; Corrêa, Auremir, Pio e Daniel Sobralense; Uilliam e Maranhão.
Técnico: Marcelo Chamusca.

Fonte: EBC
0

Mauro Galvão: eliminação do Brasil na Copa América não é uma surpresa. Ex-zagueiro diz que a Seleção não mostrou um futebol consistente na competição.

A seleção brasileira fez mais um jogo ruim na Copa América e perdeu nos pênaltis para o Paraguai por 4 x 3, após empate em 1 x 1 no tempo normal da partida disputada neste sábado, na cidade chilena de Concepción, caindo nas quartas de final do torneio continental pela segunda vez seguida.

Os paraguaios, que também eliminaram o Brasil nos pênaltis na Copa América de 2011, agora enfrentarão a Argentina na semifinal da competição realizada no Chile. Já o Brasil decepciona pelo segundo torneio seguido, depois da derrota por 7 x 1 para a Alemanha na semifinal do Mundial de 2014.

Agora, o Paraguai vai enfrentar a Argentina nas semifinais, também em Concepción. A outra semifinal acontece um dia antes, Chile e Peru jogarão no mesmo horário em Santiago.
0

Há um mês, José Maria Marin se preparava para deixar seu quarto num nababesco hotel na Suíça quando recebeu de policiais suíços e agentes do FBI voz de prisão. As cenas seguintes foram tragicômicas. O ex-presidente da CBF, sem falar inglês, queria levar para a cadeia a mala grande que trouxera do Brasil, enquanto os tiras exigiam que carregasse apenas uma maleta. No desespero, o cartola pediu pra Neusa, sua mulher, chamar Marco Polo Del Nero, que não chegou até que o amigo fosse levado para o cárcere.

Neusa, então, ficou sozinha. Precisou da ajuda da Conmebol para voltar para casa. Del Nero retornou antes. Nos dias que se seguiram, o sentimento de abandono da família do ex-presidente da Confederação Brasileira cresceu. A CBF não disponibilizou advogado para o cartola, retirou Marin da vice-presidência e sumiu com o nome dele da fachada da sede da entidade. Nesse cenário, familiares de Marin deixaram transparecer mágoa com Del Nero. Contaram a amigos que confiavam na inocência do ex-presidente da CBF, mas que desejavam que ele contasse tudo que soubesse, mesmo que isso pudesse prejudicar outros dirigentes brasileiros.

O tempo passou. Neusa, até então ainda sem ver o marido desde a detenção, voltou para a Suíça, com uma advogada, cerca de aproximadamente 15 dias após a detenção. A sensação de que a cúpula do futebol virou as costas para Marin aumentou. O nome dele não aparece também na composição da diretoria da CBF no guia do Campeonato Brasileiro entregue para clubes e federações.

Então, o que era um desejo da família passou a ser uma promessa feita a amigos. “Marin vai falar o que sabe aos policiais”, dizem parentes do cartola, mantendo o raciocínio de confiar na inocência dele e sem explicar se essa sabedoria pode incriminar alguém.

As palavras dos familiares, com peso de ameaça, aumentam a ansiedade de presidentes de federações, que curiosamente se queixam do fato de a imprensa não trazer novidades sobre as investigações. Principalmente, a respeito de quem são os outros dois dirigentes brasileiros suspeitos de receber propina na venda de direitos de transmissão de campeonatos.

Enquanto o mistério não for desvendado, eles seguirão mergulhados na incerteza que domina a cartolagem nacional desde que Marin foi preso. Ou na certeza de que muita coisa pode mudar, se o ex-presidente tiver algo relevante para contar e cumprir a promessa feita por seus parentes.

Fonte:  UOL
0

Dunga diz que é afrodescendente por apanhar e cria polêmica. O técnico brasileiro, questionado sobre a pressão que rodeia a equipe e comparando com a da geração da qual fez parte enquanto jogador, fez uma afirmação que deu a entender que os afrodescendentes gostam de apanhar.

"Nós éramos maus com sorte. Os outros eram bons com azar. Aquela seleção tinha uma cobrança de 40 anos sem ganhar uma Copa América, 24 anos sem ganhar o Mundial. Tudo o que fazia era mau. Frase literal do treinador soou como gafe: Eu até acho que eu sou afro-descendente de tanto que apanhei e gosto de apanhar".

A frase gerou de imediato uma onda de contestação e levou o técnico a emitir um pedido de desculpas.

"Quero desculpar-me com todos que possam sentir-se ofendidos com a minha declaração sobre os afrodescendentes. A maneira como me expressei não reflete os meus sentimentos e opiniões", pode ler-se na nota publicada no site da CBF.

Fonte: Mais Futebol
0

Com começo ruim, Rubrão resolve na etapa final com estreante Rodriguinho e zagueiro Daniel Gigante, faz 2 a 0 e se afasta da zona de rebaixamento. Vovô pode ir para a lanterna. O Oeste venceu o Ceará, por 2 a 0, na noite desta sexta-feira, no estádio José Liberatti, em Osasco, na Grande São Paulo, e se afastou da zona de rebaixamento. Na área de risco, segue o Vovô, que pode terminar a rodada na lanterna. Com um mau começo na partida, o Rubrão conseguiu ser eficiente a partir da segunda metade da etapa final e marcou os gols da vitória com o estreante Rodriguinho e o zagueiro Daniel Gigante.

A equipe paulista vai para 10 pontos, subindo para a 13ª posição. São três vitórias, um empate e cinco derrotas em nove jogos. Já os nordestinos, com apenas cinco pontos, ficarão na última posição, caso o Mogi Mirim vença o CRB em casa, no sábado.

O Ceará volta a campo na terça-feira, às 22h30, quando encara o Luverdense, em Lucas do Rio Verde, Mato Grosso. No próximo sábado, dia 4, o Oeste pega o Náutico, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife.

Bom para um, ruim para outro: Se para o Rodriguinho o primeiro jogo da camisa do Oeste foi de alegria com o gol marcado, o também estreante Rafael Martins não pode comemorar. Na tentativa de um voleio, ainda no primeiro tempo, ele caiu em cima do próprio braço e saiu machucado.

Fonte: Globo Esporte
0

O jornal uruguaio "Ovación" assegura que a Conmebol não conta com os dez milhões de dólares (R$ 30,8 milhões) de prêmios previstos para a Copa América. Tudo porque as empresas que ajudariam a bancar o valor com compras de direitos televisivos e publicitários estão sendo investigadas pelo FBI e, deste modo, não podem emitir dinheiro.

As empresas são a uruguaia Datisa, a brasileira Traffic e a argentina Full Play y Torneos y Competencias.

A publicação acrescenta que a Conmebol contratou um estudo jurídico para evitar prejuízos milionários já que pretende romper com as empresas envolvidas no último escândalo de corrupção da Fifa e buscar uma outra alternativa para pagar os prêmios da competição disputada no Chile.

Segundo o jornal, se a Conmebol não pagar os prêmios, o governo chileno pode arcar com as despesas até a entidade sul-americana encontrar uma solução.

O campeão da Copa América receberá 4 milhões de dólares (R$ 12,3 milhões). O vice ficará com US$ 3 milhões (R$ 9,2 milhões), o terceiro lugar levará US$ 2 milhões (R$ 6,1 milhões) e o quarto desembolsa US$ 1 milhão (R$ 3 milhões).

Fonte: MSN Esportes
0

Atacante da seleção brasileira foi punido por quatro partidas e não joga mais a competição Algumas horas depois da vitória da seleção brasileira diante da Venezuela por 2 a 1, resultado que classificou o time de Dunga para as quartas de final da Copa América contra o Paraguai, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou que não vai recorrer da punição de quatro jogos imposta a Neymar.

E mais: Ausência de Neymar faz Dunga tentar ‘dividir lideranças’ na seleção.

Em reunião realizada na noite deste domingo entre o próprio jogador e a comissão técnica, ficou decidido que a entidade acatará a decisão da Conmebol e que, consequentemente, tira o principal jogador da equipe da competição.

No comunicado, a CBF diz que "a comissão técnica e o jogador esperam que o mesmo rigor com que a Commebol puniu Neymar seja adotado em todas as competições organizadas pela entidade".

Neymar, que acompanou o duelo diante dos venezuelanos nas tribunas do estádio em Santiago, deixa o Chile nesta segunda-feira para iniciar suas férias. No final do jogo contra a Colômbia, na segunda rodada, o atleta deu uma cabeçada em Murillo e foi expulso pelo árbitro após o apito final, sendo punido posteriormente pela Conmebol.

Fonte: iG Esporte
0

A Seleção Brasileira terminou o jogo contra a Venezuela com quatro zagueiros em campo - Thiago Silva, Miranda, David Luiz e Marquinhos. Segundo o técnico Dunga, o excesso de cautela se deu por medo dos lances aéreos do time adversário, que, ainda assim, conseguiu descontar o placar deste domingo para 2 a 1, no Estádio Monumental, de Santiago.

"A bola forte deles era a área, a única jogada. Então, colocamos jogadores mais altos para ter essa vantagem e sair em velocidade nos contra-ataques", disse Dunga, reconhecendo que não obteve êxito em sua iniciativa. "Não conseguimos porque estávamos errando um pouco no meio, o que fez a Venezuela crescer. Mas queríamos neutralizar a bola aérea", repetiu.

O técnico brasileiro foi bastante questionado por seu excesso de cautela diante dos venezuelanos. Mesmo podendo até empatar para avançar às quartas de final da Copa América na primeira posição do grupo C e já com 2 a 0 no placar, ele apostou em David Luiz e Marquinhos nos lugares dos ofensivos Philippe Coutinho e Robinho. Já Diego Tardelli substituiu Roberto Firmino, em uma troca de um atacante por outro."O David é um jogador de bom posicionamento, que já jogou no meio. Queríamos neutralizar a jogada aérea com ele. Com o Marquinhos, a mesma coisa. Era importante deixá-lo do lado direito e liberar o Daniel Alves, que estava levando vantagem e vai bem nos chutes de média e longa distância", argumentou Dunga.

Antes das alterações, o treinador havia festejado um gol de Thiago Silva no primeiro tempo e outro de Roberto Firmino no segundo. Fedor anotou para a Venezuela em um rebote do goleiro Jefferson após falta bem cobrada por Arango.

"Não digo que tivemos tranquilidade, mas controlamos bem a partida. O nosso goleiro não precisou fazer grandes defesas, a não ser aquela que resultou no gol. O da Venezuela praticou algumas importantes. Mas é um time dinâmico, com bons jogadores", elogiou o comedido Dunga.

Fonte: Footstats
0