Brasileirão: Sport baixou média de passes e desarmes nos dois jogos com Falcão

Leave a Comment

Foram apenas dois jogos, mas eles servem de indicativo do que o técnico do Sport, Paulo Roberto Falcão vai ter que abrir os olhos para o futuro do Sport pelo que o time mostrou nas duas vezes em que entrou em campo sob seu comando no Brasileirão. Ainda mais pelos resultados serem opostos: uma vitória sobre a Chapecoense por 3×0 na Ilha do Retiro e a derrota para o Internacional por 2×1 no Beira-Rio. Aliás, o fato de ter um resultado bom e um ruim corrobora a tese do técnico de vencer sem jogar bem leva uma grande incógnita para o jogo seguinte.

Vamos a análise em cima de três fundamentos: passe, que nos indica controle de jogo; finalização, apontando a capacidade do time criar situações de marcar gol; e desarme, indício de trabalho defensivo. O comparativo é a média do Leão nesses três aspectos em todo Brasileirão.

Nos dois jogos, a quantidade de passes certos caiu vertiginosamente. Nos 29 jogos disputados até o momento, o Sport teve uma média de 335 acertos. Contra a Chapecoense foram 275, número que não melhorou muito diante do Inter: 280. A curiosidade fica para a posse de bola. Com os catarinenses ficou em 42,8%. Em Porto Alegre, 50,7%. Os passes errados foram acima da média. Um pouco contra a Chape (43%) e muito contra o Inter (52). A média do time é de 39,7.

Na hora de finalizar houve um pouco mais de equilíbrio. Com uma média de acertos de 4,2, foi melhor no jogo da Ilha mandando cinco em direção ao gol e três deles sendo convertidos. No Beira-Rio, menos: 3. Um deles nas redes.

Na hora de defender o Sport caiu nos dois últimos jogos. Acertou dez desarmes contra a Chapecoense e apenas cinco com o Colorado. A média do time é de 15,3 por partida.

Fonte:  UOL - blog do torcedor

0 comentários:

Postar um comentário

O QUE É BOM ESTÁ NO BOLA
aqui você ver tudo que acontece no mundo do futebol
Leia na página: "ABOUT" - Termos e Condições - antes de fazer seu comentário