Julgamento de Neymar será concluído apenas no final de semana

Leave a Comment

Expulso após o fim do jogo contra a Colômbia, Neymar está na pauta da Comissão Disciplinar da Conmebol. O brasileiro Caio Rocha, presidente do órgão, estima que o julgamento do atacante será concluído apenas no final de semana, possivelmente no domingo, dia da partida contra a Venezuela.

Com Neymar claramente irritado em campo, a Seleção perdeu da Colômbia por 1 a 0 na noite de quarta-feira, em Santiago. No final do jogo, o atacante chutou a bola em cima de Armero e ameaçou dar uma cabeçada em Murillo. Ele havia tomado o cartão amarelo durante a partida e, com o duelo já encerrado, recebeu o vermelho do árbitro chileno Enrique Osses.

"Pela manhã, a unidade disciplinar recebeu a súmula da parida, analisou e verificou que há um potencial de infração. A CBF será notificada e terá um prazo de 24 horas para trazer a defesa. Após esse prazo, normalmente no dia seguinte, o tribunal se reúne e toma uma decisão", explicou Rocha ao Sportv.

Por ser brasileiro, o presidente da Comissão Disciplinar não participará do julgamento de Neymar. Independentemente da decisão do grupo, o atacante já está fora da partida contra a Venezuela, marcada para as 18h30 (de Brasília) do próximo domingo, novamente no Estádio Monumental David Arellano.

Advertido também na estreia diante do Peru, Neymar acumula dois amarelos e um vermelho na competição. Há a possibilidade de o atleta receber dois jogos de suspensão automaticamente, mas de acordo com Caio Rocha, o regulamento da Copa América é impreciso."Esse aspecto é uma questão regulamentar, foge da área disciplinar. Então, vou apenas dar minha opinião. No meu modo de ver, não está muito claro. Eu interpretaria no sentido de que ele está suspenso por uma partida, o vermelho englobaria os dois amarelos. Mas essa decisão vai ser tomada pelo Comitê Organizador", afirmou.

Caio Rocha acompanhou das tribunas do estádio do Colo-Colo a derrota do Brasil diante da Colômbia, com Neymar pressionado pelo processo que investiga a sua saída do Santos para o Barcelona e pelo reencontro com Zúñiga, o defensor que o tirou da última Copa do Mundo com uma joelhada.

"É sempre triste ver uma confusão generalizada. Costumo dizer que quando a Justiça Desportiva aparece é sempre triste, porque é sinal de que uma infração disciplinar está chamando mais a atenção do que o aspecto desportivo. Seria muito melhor se estivéssemos comentando uma jogada bonita", afirmou o membro da Conmebol.

Fonte: Footstats

0 comentários:

Postar um comentário

O QUE É BOM ESTÁ NO BOLA
aqui você ver tudo que acontece no mundo do futebol
Leia na página: "ABOUT" - Termos e Condições - antes de fazer seu comentário