E o Mineirão voltou a ser palco do ‘Minerazo' River Plate atropela o Cruzeiro e volta às semis após 10 anos

Leave a Comment
E o Mineirão voltou a ser palco do ‘Minerazo'. Quase 11 meses após o histórico 7 a 1 da Alemanha sobre o Brasil, o estádio testemunhou outra tristeza gigantesca para a torcida da casa.

Depois de calar o Monumental de Núñez e vencer por 1 a 0 no duelo de ida das quartas de final da Copa Libertadores, o Cruzeiro foi presa fácil para um River Plate com um futebol eficiente e perdeu por 3 a 0.

O grande destaque da partida foi o atacante Teo Gutiérrez, que é especulado como possível substituto de Guerrero no Corinthians. O atacante colombiano marcou um golaço e deu uma assistência. Sánchez e Maidana também foram às redes.

Com a classificação, o River, dono da pior campanha na fase de grupos, volta a uma semifinal de Libertadores após dez anos. Em 2005, a equipe ganhou para o São Paulo. Além disso, os millonarios confirmam seu momento copeiro, já que foram campeões da Copa Sul-Americana no ano passado.

Nesta quarta, o Cruzeiro empolgou seu torcedor logo aos dois minutos, quando Willian recebeu passe de Leandro Damião e, da área, finalizou perto do travessão. O primeiro tempo parecia que seria bom para a maior parte da torcida no Mineirão. Parecia.

Eficiente, o River aproveitou suas chances - que foram as mais perigosas - em meio a um jogo equilibrado e conseguiu mudar completamente a situação da eliminatória antes do intervalo. Aos 19 minutos, Teo Gutiérrez foi acionado por Mora em contra-ataque e deu belo passe para Carlos Sánchez, que bateu cruzado para vencer Fábio.

Ponzio quase ampliou a vantagem aos 43, mas mandou para fora após passe de Teo Gutiérrez, levando muito perigo. No minuto seguinte, porém, a bola entraria. Bruno Rodrigo foi tocar de cabeça para Manoel, errou feio e mandou pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio de Ponzio, Maidana apareceu livre e cabeceou forte, sem chances para o goleiro.

Na volta para a etapa final, os mineiros precisavam marcar dois gols para ficarem com a vaga. Porém, as esperanças sucumbiram logo aos seis minutos. Após Mora ganhar disputa de cabeça, Teo Gutiérrez deu um belo drible em Bruno Rodrigo e finalizou com efeito no canto esquerdo de Fábio, marcando um golaço.

Apático em campo, o Cruzeiro praticamente não esboçou qualquer reação e esteve longe de marcar os três gols que precisava para seguir sonhando com o seu terceiro título na Libertadores - o máximo que conseguiu foi uma conclusão de Leandro Damião na trave. Dessa forma, quem buscará sua terceira taça na principal competição sul-americana de clubes é o River.

No fim, ainda houve tempo para uma expulsão cruzeirense no novo 'Minerazo'. Martínez disparou completamente livre em contra-ataque e foi puxado por Gabriel Xavier na entrada da área. Como era uma situação clara de gol, o meia recebeu o cartão vermelho direto aos 42 minutos.

FICHA TÉCNICA: CRUZEIRO 0 X 3 RIVER PLATE

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 27 de maio de 2015, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldan (COL)
Assistentes: Wilson Berrio e Alexander Guzman (ambos da Colômbia)
Cartões amarelos: (Cruzeiro) Mena, Willian, Joel (River Plate) Barovero, Marcado
Cartão vermelho: (Cruzeiro) Gabriel Xavier
Gols: Sánchez, aos 19 e Maidana, aos 44 minutos do primeiro tempo; Teo Gutiérrez, aos seis minutos do segundo tempo

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Manoel, Bruno Rodrigo e Mena; Willians (Joel), Henrique, Arrascaeta (Gabriel Xavier) e Willian (Alisson); Marquinhos e Leandro Damião
Técnico: Marcelo Oliveira

RIVER PLATE: Barovero; Mercado (Pezzella), Maidana, Funes Mori e Vangioni; Sánchez, Ponzio (Mayada), Kranevitter e Rojas; Mora e Teo Gutiérrez (Martínez)
Técnico: Marcelo Gallardo

© Foto: Getty Images O River Plate venceu fácil o Cruzeiro em pleno Mineirão 
Fonte: MSN Esportes

0 comentários:

Postar um comentário

O QUE É BOM ESTÁ NO BOLA
aqui você ver tudo que acontece no mundo do futebol
Leia na página: "ABOUT" - Termos e Condições - antes de fazer seu comentário