Marco Polo Del Nero se retira de congresso da Fifa, abdica de eleição e deixa a Suíça

Leave a Comment
'Vou para a CBF para esclarecer tudo', afirma Del Nero. O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, está no Brasil. O dirigente desembarcou nesta sexta-feira, no aeroporto do Galeão, no Rio, às 4h40, em um voo vindo de Frankfurt, na Alemanha. Ele deixou o Congresso da Fifa, realizado em Zurique (Suíça), na quinta, em meio ao maior escândalo de corrupção do futebol.

Del Nero foi breve nas declarações ao desembarcar. "Vou para casa e tomar banho. Depois, vou para a CBF para esclarecer tudo", afirmou.

O nome do presidente da CBF não é citado nominalmente no documento divulgado pela Justiça norte-americana na quarta-feira, mas a reportagem apurou que Del Nero faz parte das investigações de fraude e corrupção, embora não tenha sido convocado a depôr e não exista um pedido de prisão contra ele.

O dirigente deve ser o principal alvo da CPI no Senado para investigar crimes de corrupção na CBF. O senador Romário (PSB-RJ) é o autor do requerimento e já avisou que Del Nero será o primeiro convocado. "Assim como o Marin, comprovadamente um ladrão, ainda temos que tirar outro câncer do futebol, o atual presidente da CBF, Marco Polo Del Nero", disse.

O Ministério da Justiça também informou na quinta-feira que será aberto um inquérito pela Polícia Federal para investigar se foi praticado crime no Brasil relacionado ao escândalo da Fifa. A investigação, que irá correr na Superintendência da Polícia Federal no Rio, vai apurar possíveis práticas de evasão de divisas e de lavagem de dinheiro.

A CBF, inclusive, se antecipou e decidiu não esperar pela visita dos agentes da Polícia Federal (PF) e optou por entregar "de forma espontânea" ao Ministério Público Federal (MPF) os contratos firmados nos últimos anos. A informação foi divulgada em nota pela entidade no início da noite de quinta-feira.

Del Nero vai se reunir com os outros dirigentes da CBF nesta sexta-feira e, após o encontro, deve conceder uma entrevista coletiva.

EM ZURIQUE - Joseph Blatter, presidente da Fifa, abriu o Congresso anual da Fifa apelando por "unidade" e se recusa a aceitar a responsabilidade pela crise. Nesta sexta-feira, ele concorre a um quinto mandato à frente da entidade.

Um dia depois da avalanche de denúncias sobre membros do alto escalão da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados), um importante membro deixou o Congresso Anual da entidade. Marco Polo Del Nero, atual presidente da Confederação Brasileiro de Futebol, se retirou do local e deixará a Suíça nas próximas horas, abdicando de votar no pleito que definirá o novo presidente da entidade.

O principal mandatário da CBF deixou o hotel durante o final da tarde desta quinta-feira, na Suíça. De acordo com informações do colaborador da ESPN, Jamil Chade, Del Nero deixou completamente de lado as atividades do congresso da entidade para retornar ao Brasil. O dirigente, desta forma, não participará das eleições para a nova presidência da Fifa, marcadas para esta sexta-feira.

Marco Polo Del Nero surgia como um dos suspeitos ‘não-nomeados' pelo relatório divulgado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos. No documento, poucas autoridades são devidamente registradas com nome e sobrenome; justamente os presos na operação da última quarta-feira.

A proximidade do atual mandatário da CBF com o antecessor, José Maria Marin - preso na última quarta-feira em meio à operação do FBI com a polícia suíça -, complica o atual presidente, que deve ser convocado, no mínimo, para prestar esclarecimentos sobre o assunto.

Outro ponto decisivo é o esquema revelado com a Traffic e a Klever para negociar a venda dos direitos comerciais sobre a Copa do Brasil. No documento, José Maria Marin pede para as duas empresas interromperem o pagamento ao antecessor - Ricardo Teixeira - e envolver um novo nome, tratado como o ‘co-conspirador 12' e descrito de maneira semelhante a Teixeira.

Fora o esquema na principal competição do mata-mata nacional, Marco Polo Del Nero, ao assumir o cargo máximo na CBF, garantiu continuar a administração deixada pelo antecessor; no caso, José Maria Marin.

A Confederação Brasileira de Futebol não divulgou maiores informações sobre o assunto até o momento. Marco Polo Del Nero, em meio ao escândalo, saiu em defesa de Marin, já detido na Suíça, e acusou Ricardo Teixeira como os responsável pelos negócios ilegais nos contratos firmados pela entidade mais importante do futebol nacional.
 © Foto: Ricardo Moraes/Reuters Marco Polo Del Nero está retornando ao Brasil  
Fonte:  MSN Esportes

0 comentários:

Postar um comentário

O QUE É BOM ESTÁ NO BOLA
aqui você ver tudo que acontece no mundo do futebol
Leia na página: "ABOUT" - Termos e Condições - antes de fazer seu comentário